Segunda, 19 de Outubro de 2020 19:01
112825-4686 Whatsapp
Anúncio
Política POLÍTICA

Relator diz que Renda Cidadã vai ser financiado com recursos do Fundeb e dos precatórios

Presidente Jair Bolsonaro, ministros e parlamentares fizeram pronunciamento à imprensa sobre o novo programa social.

28/09/2020 14h43 Atualizada há 2 semanas
78
Por: Redação Fonte: G1
Foto: Reprodução/SPJ
Foto: Reprodução/SPJ

 

O relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) emergencial, senador Márcio Bittar (MDB-AC), afirmou nesta segunda-feira (28) que o programa Renda Cidadã será financiado com recursos do Fundeb e com verbas reservadas no Orçamento para pagamentos de precatórios.

 

Bittar participou com líderes partidários e ministros de uma reunião no Palácio do Alvorada com o presidente Jair Bolsonaro. Eles fizeram uma pausa no encontro para anunciar à imprensa o novo programa de transferência de renda.

 

O senador disse ainda que o governo passou os últimos dias buscando uma fonte de financiamento para o Renda Cidadã, o que, segundo ele, "não foi fácil".

 

De acordo com o senador, o governo tem R$ 55 bilhões reservados no Orçamento para o pagamento de precatórios. Ele disse que deverá ser usado para esse fim o equivalente a 2% da receita corrente líquida da União. O resto, vai para o Renda Cidadã.

 

"Então, não pensem que foi fácil. Essas últimas semanas, tudo o que imaginávamos, sempre tem alguma parte que vai ferir alguém, que tem que tirar dinheiro para isso, mas a solução final está dada hoje num consenso. O Brasil tem no Orçamento R$ 55 bilhões para pagar de precatório, e nós vamos utilizar, vai estar na relatoria que eu apresento nesta semana, o limite de 2% das receitas correntes líquidas, que é mais ou menos o que já fazem estados e municípios", afirmou o senador.

 

Precatórios são títulos de dívidas do poder público reconhecidas pela Justiça. Quando alguém ganha um processo na Justiça contra um ente público, e tem valores a receber, recebe um precatório e entra na fila do pagamento.

 

Após anunciar que parte do programa será financiada com os precatórios, o senador explicou também qual será o papel do Fundeb (o principal fundo para a Educação no país). Novas regras para o Fundeb foram aprovadas pelo Congresso neste ano.

 

"Então, a proposta é que até 5% do novo recurso do Fundeb sejam também utilizadod para ajudar essas famílias que estarão no programa a manterem seus filhos na escola. Então, essas duas fontes de renda são as que apresentaremos na PEC", completou Bittar.

 

No pronunciamento à imprensa, o governo não deu outros detalhes sobre o Renda Cidadã. Não foi informado, por exemplo, o valor que cada beneficiário receberá ou quando o benefício começará a ser pago.

 

De acordo com o blog do Gerson Camarotti, o valor deverá ficar entre R$ 200 e R$ 300.

 

Histórico

Nos últimos meses, o governo vem debatendo a criação de um novo programa social para substituir o Bolsa Família e abarcar os atuais beneficiários do auxílio emergencial, criado para ajudar trabalhadores informais afetados pela crise do coronavírus.

 

Inicialmente, o programa se chamaria Renda Brasil. Bolsonaro planejava que o benefício tivesse valor de R$ 300. Integrantes da equipe econômica disseram que, para chegar nessa cifra, deveriam ser feitos cortes em outros benefícios sociais, o que desagradou Bolsonaro. O presidente chegou a dizer que estava proibido se falar de Renda Brasil dentro do governo.

 

A intenção de criar um novo programa social, no entanto, nunca foi abandonada. A solução encontrada pelo governo foi embutir o projeto na PEC emergencial. A PEC ainda precisa ser apresentada e votada na Câmara e no Senado.

 

Ao abrir o pronunciamento, Bolsonaro disse que o governo busca recursos “com responsabilidade fiscal e respeitando a lei do teto" de gastos.

 

“Queremos demonstrar à sociedade e ao investidor que o Brasil é um país confiável”, disse o presidente.

 

O teto de gastos determina que as despesas do governo em um ano podem ser reajustadas no máximo na mesma taxa da inflação do ano anterior.

Bastidores da Política
Sobre Bastidores da Política
Tudo sobre política.
São Paulo - SP
Atualizado às 18h51 - Fonte: Climatempo
18°
Trovoada e chuva

Mín. 17° Máx. 28°

18° Sensação
9 km/h Vento
94% Umidade do ar
90% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (20/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (21/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias