MUNDO

Japão e EUA retiram cidadãos da China; número de mortos por vírus vai a 132

A província central de cerca de 60 milhões de pessoas está sob isolamento.

29/01/2020 12h29
Por: Redação
Fonte: Reuters
90
Foto: Reprodução/SPJ
Foto: Reprodução/SPJ

Os Estados Unidos e o Japão retiraram cidadãos da cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto de um novo vírus, nesta quarta-feira, quando o número de mortos subiu acentuadamente para 132 e o primeiro caso apareceu no Oriente Médio.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou estar confiante na capacidade da China de conter o coronavírus, mas as preocupações têm aumentado, com as autoridades de saúde informando que o número de casos confirmados saltou de 1.459 para 5.974.

 

As ruas estavam desertas em muitas cidades importantes da Ásia. O número de mortos pelo vírus semelhante ao da gripe aumentou em 26, para 132, quase todos na província de Hubei, cuja capital é Wuhan, onde o vírus surgiu no mês passado em um mercado de animais selvagens.

 

A província central de cerca de 60 milhões de pessoas está sob isolamento.

 

“Fiquei extremamente preocupado de ficar preso lá enquanto a situação estava mudando muito rapidamente”, disse Takeo Aoyama, que chegou a Tóquio em um avião fretado transportando 206 japoneses de Wuhan.

 

“Sinto-me realmente aliviado”, declarou Aoyama, funcionário da Nippon Steel, usando máscara, no aeroporto da capital japonesa. Mais voos estão planejados.

 

Dois dos retirados apresentaram sintomas de pneumonia, mas o diagnóstico de coronavírus não foi confirmado, disseram representantes do hospital posteriormente.

 

Também cresce a preocupação com o impacto do vírus na segunda maior economia do mundo. Companhias aéreas estão suspendendo voos para a China —a British Airways foi a mais recente a anunciar a medida— e empresas globais estão restringindo as viagens de funcionários para lá.

 

O centro de apostas de Macau era praticamente uma cidade fantasma, enquanto os shoppings e centros comerciais em capitais asiáticas como Bangcoc estavam vazios, com muitos que se aventuravam ao ar livre usando máscaras verdes ou brancas.

 

Os setores de mineração a bens de luxo foram abalados por preocupações com a possibilidade de uma pandemia.

 

As ações de Hong Kong sofreram queda no primeiro dia de negociação após o intervalo do Ano Novo Lunar. Os mercados regionais, no entanto, interromperam a queda, com ações no Japão, Austrália, Coreia e Índia ficando estáveis ​​ou mais sólidas e moedas em sua maioria estáveis.

 

Os mercados chineses retomam as negociações em 3 de fevereiro.

 

No que pode ser um grande passo para conter a doença, cientistas da Austrália disseram que desenvolveram uma versão em laboratório do coronavírus, a primeira a ser recriada fora da China.

 

Reportagem de Lusha Zhang, Gabriel Crossley, Tony Munroe, Huizhong Wu, Cheng Leng e Judy Hua em Pequim; Reportagem adicional de Michelle Nichols nas Nações Unidas, Stephanie Nebehay em Genebra e Matthias Blamont em Paris, Akira Tomoshige em Tóquio

São Paulo - SP
Atualizado às 02h48
15°
Muitas nuvens Máxima: 22° - Mínima: 15°
15°

Sensação

16.5 km/h

Vento

81.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias