violência

OEA rejeita violencia racial na Bolívia e pede respeito aos indígenas

O texto proposto pela Comunidade do Caribe (Caricom) foi aprovado por 18 votos, incluindo os da Argentina, México, Nicarágua e Uruguai.

18/12/2019 17h08
Por: Redação
Fonte: AFP
94
(Novembro) Apoiadores de Morales participam de cortejo fúnebre em El Alto - Foto: AFP
(Novembro) Apoiadores de Morales participam de cortejo fúnebre em El Alto - Foto: AFP

A Organização dos Estados Americanos (OEA) rejeitou nesta quarta-feira a violência racial na Bolívia e pediu que se respeitem os direitos dos povos indígenas, em uma resolução que acolhe com agrado a investigação dos eventos que ocorreram no contexto das eleições de outubro, muito questionadas.

 

O texto proposto pela Comunidade do Caribe (Caricom) foi aprovado por 18 votos, incluindo os da Argentina, México, Nicarágua e Uruguai.

 

Contra foram Bolívia, Colômbia, Estados Unidos e Venezuela (representada por um delegado do líder da oposição Juan Guaidó).

 

Dos 34 membros ativos da OEA, 11 se abstiveram, incluindo Brasil e Canadá, e o Haiti estava ausente.

São Paulo - SP
Atualizado às 23h13
17°
Alguma nebulosidade Máxima: 27° - Mínima: 18°
17°

Sensação

15 km/h

Vento

77%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias