Polícia

DPPC participa da Operação Decepticons em apoio à Polícia Civil do DF

Foram cumpridos 14 mandados em São Paulo relacionados às investigações sobre fraudes em licitações do sistema penitenciário, escolas e restaurantes comunitários

11/12/2019 14h10Atualizado há 1 mês
Por: Redação
Fonte: SSP SP
63
Foto: Kevin Costner
Foto: Kevin Costner

Por Paula Vieira e Kevin Costner

 

A Polícia Civil do Estado de São Paulo participou, nesta quarta-feira (11), da Operação Decepticons, em apoio à Polícia Civil do Distrito Federal. A ação foi deflagrada com o objetivo de combater fraudes em licitações de alimentação para o sistema penitenciário e escolas.
 
As atividades de campo contaram com o empenho de agentes da Divisão de Investigações sobre Crimes Contra a Administração, do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), para cumprimento de mandados de busca e apreensão.
 
“Na semana passada, a equipe de Brasília solicitou apoio para o cumprimento de mandados de busca e apreensão no Estado de São Paulo. Hoje, 16 agentes da Polícia Civil paulista participaram da ação”, explicou a delegada Fabiola de Oliveira Alves, titular da Divisão de Investigações sobre Crimes Contra a Administração. 
O nome da operação - ‘Decepticons’ - faz referência a um dos robôs do filme Transformers, já que os investigados – donos de empresas, contadores e advogados – usavam robôs eletrônicos nos pregões.
 
O delegado Ricardo Gurgel, da Coordenação Especial de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado da Polícia Civil de Brasília, acompanhou as diligências no território paulista. “No Estado de São Paulo foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, sendo oito na Capital, e os demais na cidade de Orlândia e Santo André. ”
 
As investigações foram realizadas por oito meses visando desmantelar uma quadrilha que está dividida em dois grupos: uma atuando em São Paulo e outra no Distrito Federal. Em São Paulo, o grupo está dividido em sete empresas.  
 
“Os grupos tinham como modus operandi o uso de software para fazer lances automáticos [uso de robôs] por meio de algoritmos. Eles faziam lances em questão de segundos, fraudando licitações para os materiais alimentícios que seriam destinados a hospitais públicos, presídios e restaurantes comunitários em vários estados”, explicou Rangel. 
 
Foram realizadas diligências nas empresas investigadas e em residências de suspeitos. A ação resultou na apreensão de  computadores, documentos, planilhas, celulares, pen drives e uma quantia em dinheiro.
 
“O trabalho realizado hoje mostra que a polícia investigativa não tem fronteira”, finalizou Fabíola.
 
Os investigados poderão ser indiciados por fraude em licitação pública, participação e organização criminosa, corrupção ativa e passiva, e fraude de documentos.
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
São Paulo - SP
Atualizado às 14h10
26°
Muitas nuvens Máxima: 26° - Mínima: 16°
27°

Sensação

20 km/h

Vento

58%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias