entretenimento

Gugu Liberato deixa marcas no mercado de música infantojuvenil dos anos 1980

Além de ter se lançado como cantor, o apresentador de TV atuou como empresário de 'boybands', criando grupos bem-sucedidos como Dominó.

24/11/2019 17h39Atualizado há 3 semanas
Por: Evelyn Agnes
Fonte: G1
45
Foto: Reprodução / Capa de disco de 1986
Foto: Reprodução / Capa de disco de 1986

A morte repentina de Antônio Augusto Moraes Liberato (10 de abril de 1959 – 22 de novembro de 2019), o apresentador de TV conhecido como Gugu Liberato, traz à tona a grande influência do comunicador no mercado de música infantojuvenil da década de 1980.

Desde o início da carreira como apresentador de TV, Gugu se envolveu com a música – arma poderosa na briga pela audiência do público receptivo aos programas de auditório – tanto como cantor (de dotes vocais limitados, mas eficientes) quanto como empresário. E mostrou tino comercial em ambas as funções que exerceu paralelamente ao desenvolvimento da carreira como animador de programa de auditório.

Com o selo da então atuante gravadora nacional Copacabana, Gugu debutou no mercado fonográfico como cantor em 1983, ano do primeiro compacto simples (termo que designava os singles duplos editados em formato físico de vinil).

O primeiro real sucesso, Baile dos passarinhos, veio logo no segundo compacto, editado em 1984. Baile dos passarinhos era versão em português da música em espanhol Tchip tchip el baile de los pajaritos (Werner Thomas e Terry Rendall) que trazia a assinatura de Edgard Barbosa Poças, versionista de hits do grupo infantil Balão Mágico, então um fenômeno nacional.

Devidamente propagados no programa Viva a noite, apresentado por Gugu no SBT de 1982 a 1992, os compactos anuais abriram o caminho para a gravação do primeiro álbum do cantor, Viva a música, editado em 1986 pela RGE, outra companhia fonográfica nacional (atualmente já extinta, como a Copacabana).

Como cantor, Gugu nunca mais reeditaria o sucesso comercial dos anos 1980. Contudo, a discografia do artista tem títulos gravados até 2002, ano do álbum Gugu para crianças, projeto que rendeu Disco de Ouro ao cantor pelas alegadas 100 mil cópias vendidas.

Na década de 1990, o apresentador pôs o nome nos dois volumes do disco Gugu Liberato apresenta Bailão sertanejo, editados em 1991 e em 1993 com títulos alusivos ao nome do programa Sabadão sertanejo, comando pelo apresentador de 1991 a 1996.

Contudo, o sucesso de Gugu Liberato no segmento musical também abrange a atividade como criador e empresário de boybands como Dominó e Polegar. Nesse ramo empresarial, o apresentador mostrou não somente faro para o sucesso, como agilidade para fabricar grupos e hits.

Atento à explosão do grupo porto-riquenho Menudo no Brasil em 1984, para a qual contribuiu decisivamente, Gugu armou as peças que fizeram do Dominó uma das mais bem-sucedidas boybands do mercado fonográfico nacional em carreira encampada pela gravadora multinacional CBS e iniciada ainda em 1984 com o compacto que trouxe o sucesso Ela não gosta de mim (Alice May em versão em português de Edgard Poças).

O grupo paulistano conquistou adolescentes e paradas na segunda metade da década de 1980. O auge aconteceu em 1986 com o terceiro álbum do grupo, Dominó, turbinado pelos hits Manequim (Juan Carlos Nieto em versão em português de Edgard Poças) e P da vida (Lucio Dalla em versão em português de Edgard Poças). Em 1995, P da vida foi parar na voz da cantora Fafá de Belém.

E por falar em vozes do Brasil, todos os cantores que foram aos programas de Gugu Liberato estão ressaltando, em emocionados posts nas redes sociais, o carinho com que eram recebidos por esse apresentador de TV que, sagaz, se destacou inclusive no ramo da música, deixando marcas no som infantojuvenil da década de 1980.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
São Paulo - SP
Atualizado às 05h40
19°
Alguma nebulosidade Máxima: 29° - Mínima: 19°
19°

Sensação

6 km/h

Vento

88%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias