ROCK IN RIO

Em cinco dias de Rock in Rio, Polícia Civil registrou 719 ocorrências durante o evento

Maioria de casos é de furtos de celular e perda e extravio de documentos; quadrilha que atua no festival é investigada

06/10/2019 11h47
Por: Redação
58
Um dos locais de registro de ocorrência em tablets é na Rock Street Ásia, no Rock in Rio — Foto: Henrique Coelho/
Um dos locais de registro de ocorrência em tablets é na Rock Street Ásia, no Rock in Rio — Foto: Henrique Coelho/

A Polícia Civil do Rio registrou 719 ocorrências nos cinco primeiros dias de Rock in Rio. Neste sábado, até 0h, o número registrado era de 57 ocorrências.

 

“A maioria dos casos é de furtos de documento e celulares, extravio e perda de documentos”, explicou a coordenadora da secretaria no Rock in Rio, Marina Lattavo.

 

Além dos contêineres da Polícia Civil, há tablets da Policia Civil espalhadas em três pontos para que os registros sejam feitos: nos centros de serviço localizados no Lounge, na Rock Street Ásia e no Rock District.

 

Veja abaixo o número de ocorrências registradas em todos os dias anteriores do Rock in Rio:

 

Sexta-feira (27): 45

Sábado (28): 204

Domingo (29): 183

Quinta-feira (3): 107

Sexta-feira (4): 180

“O número aumentou porque no primeiro dia as pessoas não sabiam muito bem que elas podiam registrar na própria projeção e também nos tablets”, avaliou ela.

 

Quadrilha investigada

Na última terça-feira (1), a polícia Civil prendeu parte de uma quadrilha especializada em realizar furtos de telefones celulares em grandes eventos.

 

De acordo com as investigações, o grupo furtou cerca de 100 aparelhos por dia durante o fim de semana no Rock in Rio. As investigações contra o grupo continuam.

 

Com a venda de telefones e de suas peças, a quadrilha chegou a faturar R$ 30 mil em grandes eventos, de acordo com a polícia.

 

A brasileira Amanda Martins Rodrigues da Silva e a boliviana Nancy Jhanet Apazia Quinones foram presas por agentes em uma hotel na Lapa, Centro do Rio. O peruano Tadeo Efrain Carazas Quin, que vinha utilizando uma identidade falsa em nome de Marco Antônio Quispe Carazas, foi preso pela polícia quando desembarcava em São Paulo. Fonte: G1

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
São Paulo - SP
Atualizado às 18h57
19°
Nuvens esparsas Máxima: 24° - Mínima: 15°
19°

Sensação

20 km/h

Vento

78%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio