violência

Professor esfaqueado por aluno em escola de SP é muito brincalhão e querido pelos estudantes, diz filho

Aluno de 14 anos atacou professor no CEU Aricanduva. Vítima foi operada e está em estado grave.

19/09/2019 19h45
Por: Redação
51
Policiais no CEU Aricanduva — Foto: Reprodução/TV Globo
Policiais no CEU Aricanduva — Foto: Reprodução/TV Globo

O professor Luiz Marcos Notário, de 56 anos, foi operado na tarde desta quinta-feira (19) no Hospital da Vila Alpina, na Zona Leste de São Paulo. Notário foi esfaqueado por um aluno de 14 anos no CEU Aricanduva, escola da rede municipal, pela manhã. O estado dele é grave.

 

Segundo o filho do professor, Notário nunca teve problemas com os estudantes. Ele dá aulas há 25 anos, e há 12 está no CEU Aricanduva. "Meu pai gosta muito de dar aulas. Ele trabalha há bastante tempo como professor e é muito brincalhão na sala de aula e nas horas vagas. Todos os alunos gostam dele."

 

O filho ficou surpreso com a notícias do ataque. "Foi uma surpresa muito grande", disse Luis Felipe Notário, filho do professor. "Todo mundo está assustado. A gente acha que isso não está acontecendo, mas realmente está."

 

A polícia passou o dia na escola fazendo a perícia. O celular do adolescente foi apreendido. Segundo a polícia, o estudante enviou uma mensagem para a mãe antes de esfaquear o professor dizendo que seria a última vez que ela iria falar com ele. Em seguida, ele atacou Luiz Marcos. Pouco depois, o aluno também ficou ferido. Segundo a polícia, ele tentou o suicídio.

 

O aluno foi levado pelo helicóptero Águia para o Hospital das Clínicas, na Região Central de São Paulo. O estado dele é estável.

 

"O menino estava assistindo aula numa sala, e pediu pra sair da sala", disse o delegado Hélio Bressan, que investiga o caso. "Ele saiu dessa sala, entrou na outra sala onde acabou esfaqueando esse professor. Voltou pra outra sala onde o outro professor acabou dominando-o e tirando a faca dele. Ele se golpeou, essa é nossa informação."

 

De acordo com a polícia, o estudante foi para a escola com uma faca de 20 centímetros que pegou em casa.

 

O CEU Aricanduva tem 1.400 alunos divididos no ensino fundamental, ensino médio e na creche. Uma equipe de psicólogos e assistentes sociais foi para a escola para dar apoio a professores, pais e alunos.

 

Segundo o secretário municipal de educação, o comportamento do adolescente não indicava inclinação para violência.

 

"Esse aluno teve um comportamento normal nas duas aulas de educação física que aconteceu de hoje", afirmou.

 

O prefeito Bruno Covas (PSDB) , disse que a rede municipal de ensino tenta prevenir casos de agressão nas escolas.

 

CEU Aricanduva, na Zona Leste de SP — Foto: Reprodução/TV Globo

CEU Aricanduva, na Zona Leste de SP — Foto: Reprodução/TV Globo

 

"Não tem como não se comover num momento como esse para que a gente possa, se for o caso, aprender com erros, corrigi isso lá na frente e preveni ainda mais que isso volte a acontecer em escolas municipais."

 

Entre 2018 e 2019, até fevereiro, foram registrados 2.741 boletins de ocorrência de crimes em escolas - dois deles se referem a tentativas de homicídios.

 

Desde 2014 houve pelo menos sete episódios registrados de tentativa de homicídio em escolas - 5 em SP, 1 em Santo André e 1 em Guarulhos.

 

Os crimes mais comuns em escola são furto (615), furto qualificado (384), ameaça (227) e lesão corporal (181).

 

As aulas no CEU Aricanduva estão suspensas até segunda-feira. Fonte: G1

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
São Paulo - SP
São Paulo - SP
Atualizado às 19h28
18°
Muitas nuvens Máxima: 24° - Mínima: 15°
18°

Sensação

17 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio