Quarta, 03 de Junho de 2020
11951386113
Dólar comercial R$ 5,17 -0.739%
Euro R$ 5,79 -0.372%
Peso Argentino R$ 0,08 -0.528%
Bitcoin R$ 52.725,41 +0.961%
Bovespa 91.046,38 pontos +2.74%
Economia Economia

Poupança registra captação de R$ 1,316 bilhão em agosto

Com o resultado de agosto, a caderneta de poupança acumula

05/09/2019 17h04
139
Por: Redação
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil

A poupança registrou saldo positivo com a captação líquida somando R$ 1,316 bilhão em agosto, informou hoje (5) o Banco Central. Em julho, a captação líquida da poupança foi de R$ 1,605 bilhão. No mês de agosto, os depósitos somaram R$ 203,818 bilhões, contra R$ 202,502 bilhões dos saques.

 

Considerando, o rendimento de R$ 3,008 bilhões no mês, o estoque total na caderneta de poupança passou a R$ 806,387 bilhões no fim de agosto. Apesar da captação positiva, o resultado é o pior para o mês de agosto desde 2016, quando o saldo da captação líquida foi negativo em R$ 4,466 bilhões.

 

Com o resultado de agosto, a caderneta de poupança acumula saques líquidos de R$ 14,789 bilhões no ano de 2019. No mesmo período do ano passado, as captações (depósitos) tinham superado as retiradas em R$ 16,960 bilhões.

 

Até 2014, os brasileiros depositavam mais do que retiravam da poupança. Naquele ano, as captações líquidas chegaram a R$ 24 bilhões. Com o início da recessão econômica, em 2015, os investidores passaram a retirar dinheiro da caderneta para cobrir dívidas, em um cenário de queda da renda e de aumento de desemprego.

 

Em 2015, R$ 53,57 bilhões foram sacados da poupança, a maior retirada líquida da história. Em 2016, as retiradas superaram os depósitos em R$ 40,7 bilhões. A tendência inverteu-se em 2017, quando as captações excederam os saques em R$ 17,12 bilhões. Em 2018 a captação líquida foi R$ 38,26 bilhões.

 

Com rendimento de 70% da Taxa Selic (juros básicos da economia), a poupança está se tornando menos atrativa porque os juros básicos estão no menor nível da história, em 6% ao ano. Nos últimos meses, o investimento não tinha conseguido garantir rendimentos acima da inflação, mas a aplicação voltou a atrair o interesse dos investidores porque a inflação está em queda.

São Paulo - SP
Atualizado às 09h11 - Fonte: Climatempo
17°
Muitas nuvens

Mín. 15° Máx. 19°

17° Sensação
6 km/h Vento
88% Umidade do ar
90% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (04/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 22°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (05/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias