Política

Bolsonaro passará pela 4ª cirurgia após facada no abdome

Operação, que ocorre no próximo domingo (8), vai corrigir hérnia que surgiu no local das intervenções anteriores. Presidente diz que ficará afastado por 10 dias.

01/09/2019 13h26
Por: Redação
47
Bolsonaro e os médicos Antônio Macedo (à esquerda) e Leandro Echenique (à direita) durante visita a São Paulo — Foto: Reprodução/Facebook
Bolsonaro e os médicos Antônio Macedo (à esquerda) e Leandro Echenique (à direita) durante visita a São Paulo — Foto: Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) passará por uma nova cirurgia no abdome, a 4ª desde a facada sofrida por ele durante a campanha eleitoral de 2018.

 

Segundo o Palácio do Planalto, o objetivo é corrigir uma hérnia (saliência de tecido) surgida no local das intervenções anteriores.

 

A operação é de médio porte e será feita Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, de acordo com o médico Antonio Luiz Macedo, que atendeu o presidente após o atentado ocorrido há quase 1 ano.

 

"Abrimos três vezes no mesmo lugar. Enfraqueceu", explicou o médico.

 

A hérnia tem 6 centímetros e está localizada na parede abdominal, perto da cicatriz da facada. De acordo com a equipe médica, o pós-operatório vai levar cerca de uma semana.

 

Pelas redes sociais, o presidente disse que deve ficar afastado por aproximadamente 10 dias.

 

"Agora em São Paulo com os Drs. Macedo e Leandro [Echenique, cardiologista]. Pelo que tudo indica curtirei uns 10 dias de férias com eles brevemente. Bom dia a todos", escreveu Bolsonaro em suas contas no Facebook e no Twitter. 

 

Bolsonaro foi avaliado pelos médicos pela manhã, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. De lá, seguiu de helicóptero para o Templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus, onde onde participou de um culto e de uma reunião privada, e visitou um jardim. Ele deve voltar para Brasília no fim da tarde.

 

O presidente foi esfaqueado em 6 de setembro do ano passado, durante a campanha eleitoral, em Juiz de Fora durante campanha eleitoral para a presidência. De lá para cá, passou por três cirurgias. O autor do atentado foi internado por tempo indeterminado em um manicômio judicial.

 

Fieis fazem fila no Templo de Salomão, em São Paulo, onde Bolsonaro participará de culto — Foto: Abrahão de Oliveira/G1

Fieis fazem fila no Templo de Salomão, em São Paulo, onde Bolsonaro participará de culto — Foto: Abrahão de Oliveira

 

Cirurgias do presidente

A primeira cirurgia após a facada aconteceu no mesmo dia do atentado, em um hospital de Juiz de Fora. Cinco cirurgiões e dois anestesistas participaram da intervenção. Durante o procedimento, Bolsonaro precisou receber quatro bolsas de sangue, e teve implantada uma bolsa de colostomia.

 

Dias depois, em São Paulo, Bolsonaro passou por uma segunda cirurgia, onde os médicos reabriram o corte da primeira cirurgia e encontraram a obstrução em uma alça do intestino delgado, que fica na parte esquerda do abdômen.

 

Em janeiro de 2019, o presidente voltou ao Einstein, em São Paulo, retirada de bolsa de colostomia e ligamento do intestino. Fonte: G1

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
São Paulo - SP
São Paulo - SP
Atualizado às 18h41
18°
Céu encoberto Máxima: 35° - Mínima: 20°
18°

Sensação

24 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias